Cliente é condenado por racismo após ofensas contra caixa de supermercado no Paraná.

Um cliente foi condenado a dois anos de prisão pela prática de injúria racial e racismo contra a caixa de um supermercado de Imbituva, cidade localizada a 170 quilômetros de Curitiba. De acordo com o Ministério Público do Paraná (MP-PR), o crime ocorreu em dezembro de 2018, após não conseguir trocar uma cédula de R$ 2 por duas moedas de R$ 1.

Diante do ocorrido, o cliente teria passado a praticar os crimes contra a vítima com as seguintes expressões: “tomara que essa negrinha morra, gente assim a gente trata com banana” e que “não compraria mais no mercado por sua causa”.

A situação foi presenciada por outros funcionários do mercado, que testemunharam em procedimento investigatório criminal instaurado pelo MP-PR.

Foi atribuída ao réu a pena de dois anos de reclusão em regime aberto, convertida em pagamento de prestação pecuniária e prestação de serviços à comunidade.



A sentença condenatória observa que, “enquanto houver racismo estrutural, não haverá inclusão e, por consequência, a democracia não se efetivará e a justiça social será distante de todos. Racismo mata, de forma que não basta dizer não ao racismo, precisa-se entender e combater em todas as suas formas e manifestações. A sociedade de hoje não deve ser permissiva quanto a tais condutas e não há escusa que possa justificar qualquer ação dessa natureza.”

Cabe recurso da decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *