Membro de grupo criminoso que aplicava golpes de ‘estelionato sentimental’ é preso em Curitiba.

Um homem, suspeito de participar de um grupo criminoso que aplicava golpes de estelionato em todo o país, foi preso pela Polícia Civil na própria casa, localizada no bairro Parolin, em Curitiba. A prisão é resultado da operação Anteros que cumpriu 189 mandados de prisões e 200 mandados de buscas domiciliares nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Ceará, Bahia, Roraima e Paraná somente na manhã desta terça-feira (15).

As investigações apontaram que o grupo utilizava perfis falsos em sites de namoro para aplicar os golpes, batizados de estelionatos sentimentais pela Polícia Civil, em homens e mulheres. Segundo o delegado Edimar Rogério Dias, de Teodoro Sampaio, no estado de São Paulo, os membros diziam que moravam fora do país e induziam as vítimas a realizar transferências bancárias para eles.

“Normalmente, os criminosos alegavam que precisavam de dinheiro para voltar ao Brasil. Em outras situações, eles afirmavam que um bem estava retido. Então, para este objeto ser solto, era necessário pagar um outro valor”, explicou.

Suspeito
Dias veio até a capital paranaense para cumprir mandados de buscas e a prisão do rapaz. Segundo o delegado, o homem preso é uma peça importante desta organização criminosa. “Ele é natural de São Paulo, tem familiares e ascendência na Nigéria, mas já estava aqui há algum tempo”, concluiu à Banda B.

Além do preso, uma moto de alto valor também foi apreendida na residência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *