MP denuncia dona de escola por tortura e maus-tratos contra crianças no Água Verde.

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) denunciou a dona da escola Cimdy, localizada no bairro Água Verde, em Curitiba, pelos crimes de tortura, maus-tratos e fraude processual. O caso foi relatado pela Banda B em outubro de 2019. Na ocasião, a Polícia Civil chegou a afirmar que as crianças eram obrigadas a comer o próprio vômito no local.

Segundo informações divulgadas pelo MP-PR nesta quinta-feira (17), uma professora da instituição de ensino também é requerida na denúncia por maus-tratos e vexame. A ação penal cita 16 vítimas, de 2 a 10 anos.

As investigações que levaram à denúncia foram conduzidas pela Promotoria e pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da Polícia Civil. Foram ouvidas 40 pessoas e 41 crianças, entre alunos e ex-alunos da instituição. Também foi feita a perícia de equipamentos apreendidos no curso da apuração, especialmente nos aparelhos que armazenavam as imagens das câmeras de segurança do estabelecimento. Vídeos da rede interna de monitoramento da escola mostravam a diretora denunciada chacoalhando e agredindo crianças, entre outras práticas violentas.

O processo tramita sob sigilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *