Familiares e amigos lamentam morte de gerente da Caixa Econômica assassinada no Capão Raso.

Amigos, familiares e internautas lamentaram a morte da gerente da Caixa Econômica Federal (CEF), Tatiana Lorenzetti, de 40 anos, assassinada a tiros quando saía do banco, nesta segunda-feira (28). O crime aconteceu na Rua Desembargador Ernani Guaritá Cartaxo, no bairro Capão Raso, em Curitiba.

Na redes sociais, são muitas as mensagens desejando sentimentos à família da vítima. Outros ainda aproveitaram o momento para mostrar indignação pelo ocorrido.

“Quanta violência, covardia e falta de humanismo. Meus sentimentos!”, escreveu um usuário. “Muitas vezes eu não entendo essa vida, por que existem pessoas más? Por que isso não poderia ter sido impedido, eu não consigo entender! Que Deus te receba com muitas glórias”, disse outro.

Crime
Tatiana foi baleada na cabeça depois de entregar a bolsa para um suspeito, que mesmo sem reação da vítima atirou. O autor do disparo fugiu e acabou morrendo em um confronto com a Polícia Militar (PM)

A principal hipótese para o caso é de um latrocínio, entretanto no local familiares afirmaram que a gerente tinha uma medida protetiva contra o ex-marido, o que levanta, para eles, a hipótese de um crime passional. “A situação do feminicídio fica a cargo dos investigadores, porque o atirador não era o ex-marido dela. A família vai ser ouvida para se apurar tudo neste sentido”, ponderou o soldado da Cruz, do 13° Batalhão da Polícia Militar (13°Bpm).

A Polícia Federal (PF) esteve no local para fazer a perícia do caso, mas a investigação fica a cargo da Polícia Civil, já que o crime aconteceu fora da agência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *