Adolescente de 16 anos que morreu após ir a motel sofreu um edema pulmonar.

Os peritos do Instituto Médico-Legal (IML) confirmaram que a adolescente de 16 anos que morreu na quarta-feira (20) após ir para um motel em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, sofreu um edema pulmonar. Apesar da informação, a causa da morte de Lívia Ziamini ainda não foi esclarecida.

Segundo o testemunho de Lucas Nascimento de Carvalho, de 29 anos, que acompanhava a jovem, ela começou a passar mal enquanto os dois estavam no estabelecimento. Na tentativa de ajudá-la, ele disse ter dado água para a menor de idade.

A médica que identificou a condição no corpo da menina declarou à RIC Record TV que essa água, dada quando Lívia já estava com dificuldade de respirar, pode ter provocado o edema pulmonar.

Na próxima terça-feira (26), Ana Paula Ziamini, mãe da adolescente, irá prestar depoimento à polícia. O delegado optou por esperar alguns dias para preservar a família que enterrou a jovem nesta quinta-feira (21).

Até o momento, não foi encontrado nenhum indício de crime que possa responsabilizar Lucas pela morte da garota. Entre os próximos passos da investigação, estão apurações que deverão apontar se ela sofria de alguma doença pré-existente. Por outro lado, sua mãe declarou desconhecer que a filha tinha alguma enfermidade.

Adolescente morre após ir ao motel
Lívia morreu na Unidade de Pronto Atendimento de Pinhais após ser levada por Lucas até o local com hemorragia.

“Eu sai correndo, pedi socorro, fui lá na guarita da entrada, chamei a mulher, ela não estava lá no momento. Daí, passou um minutinho, ela chegou e perguntou o que estava acontecendo. Ela estava conversando com um policial, ela passou o celular para mim, eu me identifiquei pelo nome e comecei a conversar com o policial. Aí, em último ‘causo’, eu vesti a camiseta nela, mas vesti mais ou menos, só coloquei porque o lençol estava todo cheio de sangue. Eu e a outra moça, colocamos ela no carro e fomos para o hotel, mas quando a gente saiu, ela estava com os batimentos cardíacos ainda”, contou Lucas.

Assim que deixou a jovem na UPA, Lucas foi até a casa de Lívia e buscou a mãe da jovem. No entanto, Ana Paula alega que ele tentou fugir dela quando os médicos informaram o falecimento da adolescente.

“Quando ele escutou o médico me passando, me relatando que ela estava morta, ele tentou fugir por detrás dos médicos, passar por uma porta de madeira”, relatou Ana Paula.

Ele chegou a ser preso, mas foi liberado depois que a polícia não encontrou materialidade de crime, ou seja, nenhuma evidência de assassinato, violação ou abuso.

Lívia e Lucas se conheciam há alguns anos, mas começaram a conversar pelas redes sociais nos últimos meses. Conforme a própria mãe da jovem, ele tinha interesse em namorar com a menina, mas a família não aceitava o relacionamento devido a grande diferença de idade entre os dois.

Mesmo assim, na última quarta-feira, ela liberou a filha para que fosse com Lucas até um shopping passear. No entanto, já foi confirmado por mensagens trocadas entre o casal, que os dois já combinavam há dias que iriam a um motel.

Em entrevista ao Balanço Geral Curitiba, o advogado de Lucas explicou que era a primeira vez que os dois saiam sozinhos juntos, mas que anteriormente, seu cliente já havia presenteado a adolescente e demonstrado seu interesse em um relacionamento sério.

“Que eles saíram juntos foi a primeira vez, mas que eles se encontram não, ele já havia dado presentes anteriormente para ela, ele já teve essas oportunidades. Eles falaram em ter um namoro muito forte. O Lucas, ele é apaixonado, ele ama essa adolescente ainda. Inclusive, o Lucas foi muitas vezes na casa da família ao longo desse tempo todo. Não foi pela internet que eles se conheceram, pela internet eles começaram a namorar”, contou Igor José Ogar. Ele ainda completou dizendo que as idas do rapaz à casa da família eram ligadas ao seu trabalho: “O padrasto dela prestava serviços para ele, com máquinas, escavadeira”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *