Motorista de aplicativo luta com assaltantes e acaba ferido em Curitiba.

Um motorista de aplicativo, de 60 anos, teve ferimentos leves na madrugada desta sexta-feira (29) após entrar em luta corporal com dois assaltantes. A corrida começou perto do Aeroporto de São José dos Pinhais e, no bairro Prado Velho, em Curitiba, o trabalhador recebeu voz de assalto. Ele lutou com os bandidos e chegou a sofrer um ferimento de faca no braço.

“Reagi um pouco, dei um soco e também levei. Daí quando vi uma faca cai fora e dei a chave, porque sabia que tinha bloqueador e o carro ia parar. Cantaram o pneu, mas como tem o bloqueador e rastreador, encontramos o carro”, descreveu a vítima, que trabalha como motorista de aplicativo há três anos.

O assalto aconteceu na Av. das Torres e o carro acabou localizado minutos depois na Rua Engenheiro Rebouças. Os marginais fugiram e não foram encontrados.

Grupo Guerra
Logo após o assalto, o motorista de aplicativo chamou a Polícia Militar e também o Grupo Guerra, onde mais de sete mil profissionais do volante trocam informações. “Ele comunicou o grupo todo e ficamos sabendo do assalto, imediatamente nos mobilizamos para ajudá-lo. O que a gente sabe é que foram dois homens, em uma corrida tranquila, saindo da proximidade do Aeroporto, até quando, chegando na região da Vila das Torres, deram voz de assalto”, explicou uma das participantes do grupo, que foi prestar auxílio ao companheiro de profissão.

A Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Curitiba (DFR) investiga o caso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *