Vizinhos invadem e depredam casa onde menino era mantido em barril

Por volta das 21h, as pessoas invadiram o local, bagunçaram toda a cozinha e destruíram dezenas de potes com bolachas e biscoitos.

O fato ocorreu na noite desta segunda-feira, e depredaram a residência onde a família vivia. A estrutura física da casa não foi danificada, apenas o que havia dentro. A Polícia Militar não chegou a ser acionada para atendimento da ocorrência.

A invasão teria ocorrido entre 21h e 22h30. Os vizinhos bagunçaram utensílios na cozinha, como potes, biscoitos e outros produtos. O tio do menino, irmão do pai, soube da invasão e foi até a casa. “Eu fui lá pedir para o pessoal parar com isso. Essa não é a forma de se cobrar justiça. Meu irmão errou, todos sabemos disso. Mas, destruir a casa me parece uma atitude desnecessária”, disse a polícia.

O caso

O menino foi resgatado por policiais militares na tarde do último sábado, após denúncia anônima. Ele era mantido acorrentado e dentro de um barril de ferro na casa onde morava com o pai, a madrasta e a filha dela, no Jardim Itatiaia, em Campinas (SP).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o pai da criança, um auxiliar de serviços gerais, de 31 anos, foi preso em flagrante acusado de tortura contra seu filho, por volta das 16h30 do último sábado, na casa onde moram, no Jardim Itatiaia, em Campinas. A esposa do suspeito, de 39, e a filha dela, de 22, também foram presas por omissão.

Os três foram indiciados e o caso foi registrado como tortura. O inquérito policial segue em andamento pela 1ª DDM de Campinas, e tramita sob sigilo.

O MP de São Paulo, informou que já foi instaurado procedimento para colher informações sobre todos os atendimentos que foram feitos ao menino, em especial no último ano, se foram remotos, em razão da pandemia e da suspensão dos atendimentos presenciais.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *