Ano letivo na rede municipal iniciará com atividades remotas e planejamento para ensino híbrido em Araucária.

O decreto municipal nº 35.478/21 ressalva que cabe aos pais e responsáveis a decisão (com termo assinado) se o aluno participará apenas de aulas remotas ou também das atividades presenciais (modelo híbrido), quando houver possibilidade de retorno.

Seguindo o calendário previsto, a rede municipal de ensino de Araucária inicia o ano letivo de 2021 em 08 de fevereiro. Todas as turmas iniciarão o ano letivo com atividades pedagógicas remotas. O ensino híbrido (quando há atividade presencial e também remota) está em planejamento. Assim que todos os insumos necessários estiverem nas unidades educacionais (conforme o protocolo que está sendo finalizado com a comissão instituída para este fim), a Secretaria de Educação pode retornar com as crianças/estudantes de forma escalonada. O decreto municipal nº 35.478/21 ressalva que cabe aos pais e responsáveis a decisão (com termo assinado) se o aluno participará apenas de aulas remotas ou também das atividades presenciais.

A prorrogação desse regime de atendimento especial (remoto), como já vinha ocorrendo em 2020, foi definida pelo Conselho Municipal de Educação de Araucária, o qual aprovou a Resolução CME/Araucária 01/2021, que estabelece: “[…] propõe-se que as atividades realizadas de forma remota como no ano anterior, para que se possa migrar ao sistema híbrido com segurança, inclusive com vacinação aos trabalhadores da educação, de uma maneira que não traga prejuízo para todas as partes, crianças/estudantes e suas famílias e profissionais de educação e prevenindo para não contribuir na elevação do índice de transmissão e mortalidade”.

O Parecer n°01/2021 do CME condiciona o retorno do atendimento presencial das crianças/estudantes à publicação do protocolo para retorno às aulas presenciais e o cumprimento das exigências sanitárias pela SMED e pelas unidades educacionais. Dentro do processo de planejamento para atividades presenciais, a Secretaria Municipal de Educação (SMED) está providenciando materiais como termômetros, totem para álcool em gel, além dos kits individuais para as crianças/estudantes (com máscaras, álcool em gel, garrafinha para água). Também a alimentação escolar está sendo pensada, dentro do que já prevê o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), e está confirmada independente do tipo do atendimento nas Unidades Educacionais (remoto ou híbrido).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *