Araucária decide não acatar lockdown e Assomec fala em punição na RMC.

Um dia depois da publicação do decreto do Governo do Paraná, que regulamenta medidas mais restritivas para o combate à Covid-19 no estado, a Associação dos Municípios da Região Metropolitana (Assomec) reforçou a orientação para que os 29 municípios adotem e cumpram as orientações do novo regramento do governo, caso contrário, o gestor da determinada cidade pode ser punido. A maioria dos municípios seguiu o decreto, mas não foi o caso de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Apesar da autonomia dos municípios estar prevista pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a cidade decidiu não acatar as medidas do governo. De acordo com a Prefeitura de Araucária, o município está trabalhando forte para evitar novos casos de infecção e também para atender àqueles que precisem da estrutura pública de saúde.

Apesar da autonomia dos municípios estar prevista pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a cidade decidiu não acatar as medidas do governo. De acordo com a Prefeitura de Araucária, o município está trabalhando forte para evitar novos casos de infecção e também para atender àqueles que precisem da estrutura pública de saúde.

O Executivo afirma que Araucária conta com uma taxa de letalidade de 1,2%, o que é menor os 1,8% de todo o Paraná. Segundo a prefeitura, é importante que os cuidados contra a Covid-19 sejam mantidos, mas o menor índice de óbitos mostraria que as medidas restritivas que já estavam em vigência estão dando certo.

Com o decreto mantido, Araucária fica com comércio, bares, boates, academias e igrejas abertos. Além disso, não haverá nenhum toque de recolher na cidade. Em nota enviada a prefeitura afirma não estar registrando um aumento significativo de pacientes em tratamento, bem como de casos graves que necessitam de UTI.

Portanto, não vê a necessidade de adotar medidas ainda mais restritivas. Ao todo, o município conta com 23 leitos de enfermaria no Centro de Enfrentamento e Combate ao Coronavírus.

No entanto, a Prefeitura de Araucária não tem leitos exclusivos para atender pessoas com Covid-19 no Hospital Municipal de Araucária. Segundo o Meio Dia, duas pessoas idosas aguardam vagas em UTI e outros dois (adultos) em leitos de enfermaria.


As regras do decreto contrariam as apresentadas pelo Governo do Paraná na manhã de sexta-feira (26). Araucária é a única cidade que não aderiu ao regramento estadual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *