Motorista que teria provocado acidente com morte em Araucária diz que fugiu por medo

O motorista do veículo Jetta, que teria provocado um acidente com morte em Araucária, na região metropolitana de Curitiba (RMC), se apresentou à Polícia Civil nesta terça-feira (9). O jovem tem 18 anos e afirmou em depoimento que fugiu por não possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além de estar com medo de possíveis represálias de testemunhas. A batida eixou um homem morto e a mulher com ferimentos graves.

O acidente aconteceu no cruzamento da Avenida das Araucárias com a rua Dr. Valério Sobania, no bairro Thomaz Coelho. No dia da fatalidade, testemunhas disseram à Banda B que o motorista do Jetta ultrapassou o sinal vermelho. A versão, no entanto, é negada por Caetano.

“Está provado que ele não avançou o sinal vermelho. Naquela manhã, o Gol cruzou o sinal e ele, que vinha pela avenida, não teve como evitar a colisão”, defendeu o advogado Armado Caetano Júnior.

Depoimento
De acordo com o delegado Tiago Wladika, o condutor garantiu que quem fez a manobra irregular foi o veículo do casal. Além disso, o medo das represálias também fizeram com que o jovem fosse embora da esquina.

“Ele disse que estava apreensivo. Então, como estava com um colega, o rapaz afirmou que deixou o amigo para prestar socorro e, somente assim, foi embora”, comentou Wladika.

O delegado, em um primeiro momento, acredita que o condutor vai responder por homicídio culposo. Isto só será confirmado durante o inquérito policial. “Estamos coletando as imagens e vamos ouvir outras pessoas para chegar à decisão final”, concluiu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *