Operação deflagrada pela Delegacia de Araucária prendeu 7 e cumpriu 14 mandados

Operação deflagrada na manhã desta terça-feira, 9 de março, pela Delegacia de Polícia Civil de Araucária cumpriu 14 mandados de busca e apreensão, prendeu 7 pessoas e apreendeu um revólver calibre 38 e 200 gramas de cocaína.

Comandada pela equipe do delegado Tiago Wladyka, os mandados foram cumpridos em Araucária e outras três cidades. Para efetivar toda a ação foi necessário o apoio da Polícia Militar, Guarda Municipal de Araucária, Guarda Municipal de Curitiba, Grupamento Aéreo da Polícia Civil (GOA), Cope, Tigre, Depen e da Delegacia de Pato Branco. Até um helicóptero foi utilizado na retaguarda das diligências realizadas nesta manhã.



As ordens judiciais cumpridas hoje foram solicitadas pelo delegado titular de Araucária à Vara Criminal da cidade, que expediu ao todo 10 mandados de prisão e 14 mandados de busca e apreensão. Nas diligências efetivadas ao longo desta manhã foram cumpridas 7 prisões, a apreensão de um revólver calibre 38 e 200 gramas de cocaína.

Investigações

Conforme o coordenador da operação, Tiago Wladyka, as investigações começaram a partir do acesso a dados do aparelho de celular apreendido com um traficante local quando este foi preso pela Polícia Militar. “Com autorização judicial, nosso setor de inteligência acessou os dados do celular, identificando outros membros da associação criminosa, bem como a prática de venda de drogas e armas nos municípios de Araucária, Curitiba, Pato Branco e Francisco Beltrão, inclusive, os crimes eram praticados dentro das penitenciarias de Piraquara, Pato Branco e Francisco Beltrão, onde o DEPEN também deu cumprimento aos respectivos mandados judiciais”, explicou.

Ainda conforme o delegado, alguns dos presos hoje foram encaminhados para delegacia de Araucária, onde dois serão autuados em flagrante (um por posse irregular de arma de fogo e outro por tráfico de drogas). Os demais foram presos preventivamente por ordem judicial.

Texto: Waldiclei Barboza/ O Popular

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *