Criança de 6 anos agredida pela madrasta pode ficar em estado vegetativo

Uma criança de 6 anos que foi espancada pela madrasta na cidade de Porto Real, no Rio de Janeiro, poderá ficar em estado vegetativo permanente. A prisão preventiva da mulher e da mãe da menina foi decretada nesta quarta-feira (21). A informação é do Jornal Extra

De acordo com a investigação, as agressões que deixaram a criança em estado gravíssimo teriam iniciado na última sexta-feira (16), quando ela tomou um copo de leite sem pedir permissão, e continuaram durante todo o final de semana.

Apenas na segunda-feira (19), uma ambulância foi chamada pela mãe da madrasta da vítima, uma idosa de 85 anos, que divide a residência com o casal. A mulher falou que não interferiu antes por medo da própria filha que costumava agredi-la constantemente.

Ciúmes da enteada
Em depoimento, tanto a mãe da menina, uma mulher de 28 anos, quanto sua sogra afirmaram que, durante todo o final de semana, a criança foi espancada com chutes, socos, chicoteamento com um cabo de TV e até mesmo foi arremessada contra uma parede e jogada de um barranco com cerca de cinco metros.

Ainda segundo a mãe da pequena e sua sogra, as agressões foram motivadas pelo ciúmes constante que a madrasta tinha do relacionamento entre mãe e filha.

O juiz que decretou a prisão do casal ressaltou que a menina vinha sendo privada de alimentação e agredida há meses. Além disso, ele completou lembrando que ela “encontra-se internada em estado grave, apresentando hemorragia intracraniana inoperável e sério risco de vir a óbito ou permanecer em estado vegetativo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *