Hissam decreta luto oficial em razão do falecimento de Betão

O prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) decretou na manhã desta sexta-feira, 21 de maio, luto oficial de três dias no Município de Araucária em razão da morte do ex-vereador Wilson Roberto David Mota.

Nos três dias em que estiver vigendo o decreto todas as bandeiras existentes em Araucária devem permanecer a meio mastro em sinal de luto.

O decreto de luto, conforme justificativa, é uma homenagem ao homem público, Roberto Mota, vereador no Município por sete mandatos. Ele ainda foi secretário municipal em algumas oportunidades e ocupou interinamente o comando da cidade entre 20 de dezembro de 2016 e 31 de dezembro de 2016, quando o então prefeito foi afastado por determinação judicial.

Betão se elegeu vereador pela primeira vez no ano de 1992. Naquela oportunidade, candidato pelo PST, chegou à Câmara com 862 votos. Em 1996, foi novamente candidato, só que pelo PSDB. Se elegeu com 1.415. No ano de 2.000, novamente pelo PSDB, conquistou 1.176 votos, o que o levou ao Legislativo pelo terceiro mandato consecutivo. Em 2004 fez 2.203 votos e foi reconduzido para um quarto mandato. Quatro anos depois, em 2008, se elegeu novamente, agora com 1.798. Já em 2012 conquistou 2.197 votos, sendo reconduzido ao cargo pela sexta vez. No ano de 2016 disputou sua última eleição, sendo reconduzido para um sétimo mandato como vereador com 1.741 votos. Em 2020 não foi candidato.

Beto ficou mais de 20 dias internado
Roberto Mota estava internado há pouco mais de vinte dias no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba. Diagnosticado com Covid-19 na segunda quinzena do mês de abril, ele teve um piora que resultou na necessidade de suporte respiratório. Com isso, em 29 de abril, os médicos decidiram que era melhor entubá-lo de modo a preservar a correta manutenção dos demais órgãos, que poderiam apresentar comprometimento em razão da incapacidade pulmonar

Desde a entubação, o ex-vereador vinha apresentando melhoras, com o quadro infeccioso evoluindo bem e chegou-se a pensar na extubação. Porém, na noite desta quinta-feira, teria havido piora significativa nas funções vitais de Betão, que culminaram com uma parada cardíaca e seu falecimento.

Nascido em Piraju, no estado de São Paulo, Betão estava em Araucária há pelo menos três décadas. Formado em Agronomia e Direito, era servidor concursado da Prefeitura de Araucária no cargo de engenheiro agrônomo. Ele deixa esposa e duas filhas.


Texto: Waldiclei Barboza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *