Araucaria

  • Criança fica em estado grave ao cair de atração no Beto Carrero World

    Um menino de 6 anos teve traumatismo craniano ao escorregar e cair de uma atração no Beto Carrero World, em Penha, neste sábado (19). Ele se desequilibrou quando subia no gorila, uma estátua onde os visitantes costumam tirar fotos. A criança passou por cirurgia e segue internada na UTI do Hospital Pequeno Anjo, em Itajaí.

    Chovia em Penha no momento em que ocorreu o acidente. A família do garoto, que é de Curitiba (PR), o trouxe ao parque como presente de aniversário, comemorado no dia 21 de maio.

    Ana Claudia Lima, amiga da família, disse que o menino foi levado em uma ambulância do Samu à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Penha. Inicialmente, foi identificada uma fratura na clavícula. Mas, no caminho, ele vomitou e ficou confuso. Diante disso, a médica que o atendeu recomendou que ele fosse transferido a uma unidade hospitalar.

    Internado no Hospital Pequeno Anjo, o menino foi intubado e encaminhado para uma tomografia, no Hospital Marieta, onde foi constatada a gravidade da lesão. Ele então foi submetido a cirurgia, e segue estável.

    Segundo Ana Claudia, a família foi informada que ele seguirá sedado, temporariamente, para acelerar a recuperação.

    – Eles estão em estado de choque. Ele tinha pedido para ir ao parque como presente de aniversário, e eles voltariam no mesmo dia – diz.

    O parque se manifestou em nota, em que afirma estar dando suporte à família.

    “Nosso pequeno visitante caiu ao subir para a foto no Gorila, durante seu passeio, porém foi imediatamente assistido pelo time do Beto Carrero e encaminhado para o Pronto Atendimento mais próximo, ficando sob os cuidados médicos”.

  • Homem assassinado com mais de 10 tiros pode ter relação com morte de líder comunitária

    Foi assassinado a tiros no Conjunto Iguaçu, no bairro Ganchinho, em Curitiba, na tarde desta quarta-feira (16), um homem, de 29 anos, que pode ter envolvimento na morte de Fabíola do Rocio Rebouças, líder comunitária que atuava no bairro Caximba e que foi executada no dia 28 de abril

    A Polícia Civil vai investigar se há relação entre os dois assassinatos e se a vítima de homicídio de hoje (16), um homem conhecido como Perninha, pode ter envolvimento ou ser responsável pela morte de Fabíola.

    A delegada Tathiana Guzella, da delegacia de homicídios, que estava no local da morte de Perninha durante as apurações preliminares, disse que ainda é cedo para confirmar qualquer relação, mas que todas as linhas de investigações serão verificadas.

    “É precipitado nós falarmos que há vinculação antes de termos uma prova e indicativo concreto disso, mas sim, vai ser feito o cruzamento das informações com relação aos homicídios”.

    Disse a delegada.

    Conforme a primeira análise da perícia, Perninha foi morto com pelo menos 11 tiros. O homem não resistiu aos ferimentos e o corpo será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba para mais exames e para confecção do laudo.

    De acordo com informações de moradores do Ganchinho, o homem não residia na região e estava nas proximidades para visitar parentes. O Tenente Borne, da Polícia Militar, afirmou que Perninha já tinha passagens pela polícia.

    “Tem passagens na polícia por porte de armas, posse de drogas, então provavelmente a motivação do crime é alguma coisa relacionada à atividade criminosa”.

    Disse o tenente da PM.
    Líder comunitária
    Fabíola do Rocio Rebouças estava dentro da cozinha da Associação dos Moradores do bairro Caximba, em Curitiba, quando foi assassinada com vários disparos no rosto e na cabeça na tarde de 28 de abril deste ano.

    De acordo com moradores do bairro, Fabíola dedicava a vida para ajudar as pessoas necessitadas. Ela acordava cedo todos os dias e arrecadava alimentos para distribuir cerca de 300 refeições diárias a quem não tinha o que comer. Entre as várias ações que já coordenou para a melhorar a vida de quem vive no local, que já foi área de ocupação, também está a criação de um horta para todos.

    Poucos dias antes de morrer, Fabíola havia recebido o troféu ‘Mulher Somente Mulher’, da Associação Comercial do Paraná (ACP), pelo trabalho voluntário realizado na comunidade carente da Caximba.

    Conforme o delegado Victor Menezes, em entrevista na época do crime, o suspeito de matar Fabíola seria uma pessoa de baixa estatura e que mancava com uma das pernas.

  • ‘No ano que vem vamos ter que vacinar todo mundo de novo’, diz diretor do Sírio-Libanês

    O novo diretor-geral do Hospital Sírio-Libanês (SP), o médico Fernando Ganem, 56, diz que os conhecimentos sobre a Covid-19 disponíveis até o momento indicam que será necessária uma imunização anual contra a doença.

    “Ano que vem, vamos ter que começar a vacinar todo mundo de novo. Vai funcionar como funciona na gripe; mudam as variantes, tem fazer nova adaptação da vacina”, afirma.

    Segundo o médico, o hospital vem registrando casos de reinfecção por Covid entre pessoas já imunizadas, mas nenhum grave ou que tenha levado o paciente à morte.

    Por isso, recomenda que as pessoas continuem usando máscaras não só para se proteger contra o coronavírus, mas também contra outros vírus respiratórios que estão circulando, como o H1N1, e já provocam internações.

    Cardiologista e intensivista, Ganem está no Sírio desde 1992 e ocupou vários cargos nas áreas da assistência e da gestão. Em maio, assumiu a diretoria geral, substituindo o cirurgião Paulo Chapchap, seu mentor.

    PERGUNTA – Um assunto que circulou nas redes sociais recentemente foi que o Sírio estava com vários pacientes graves de Covid que já tinham sido imunizados com duas doses da vacina. O que há de real nessa história?

    FERNANDO GANEM – Estamos monitorando todas as pessoas que internam, quantas já foram vacinadas.

    P. – Existem pacientes internados que já tomaram a vacina?

    FG – Sim.

    P. – Existem pacientes que já tomaram a vacina e estão em estado crítico?

    FG – Não é o que a gente está vendo.

    Nós e outras instituições vamos soltar publicações sobre colaboradores vacinados, quantos tiveram [reinfecções por Covid]. Na nossa experiência, não identificamos casos graves [de reinfecção] e óbito. Temos que estratificar todos os casos por idade e complexidade.

    Casos individuais, a gente tem visto por aqui. Temos um caso curioso de uma médica que tem vários fatores de risco, atende em casa, já foi vacinada, teve Covid e não internou. O desfecho primário da vacina é evitar mortalidade. Agora, ter de novo o ideal seria que não tivesse mais.

    Ano que vem vamos ter que começar vacinar todo mundo de novo. Vai funcionar como funciona na gripe; mudam as variantes, tem que fazer nova adaptação da vacina.

    Todo mundo me pergunta e eu falo: sabe quando a gente vai ter todas essas respostas? Daqui a um ano, quando 100 milhões de pessoas estiverem vacinadas. O resto são inferências, e inferências são perigosas porque podem gerar informações infundadas.

    P. – Mas teremos mesmo que nos vacinar anualmente contra a Covid, assim como ocorre com a gripe?

    FG – Tudo indica que sim, pelo o que a gente tem acompanhado na literatura e com os nossos colegas. Foi como aconteceu na epidemia de H1N1 [em 2009]. Nós ainda temos casos de H1N1. Tivemos um caso recente. O paciente teve Covid, foi internado, saiu, e na semana seguinte estava com H1N1.

    P. – E nesse período outros vírus respiratórios têm circulado bastante

    FG – Exatamente. A gente sabe que de maio a julho, agosto, aumentam as visitas aos prontos-socorros, as internações, a mortalidade na população idosa por pneumonia. Também por isso é que a gente deve manter o uso da máscara.

    P. – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vem discursando contra o uso da máscara. É o momento de deixar lado o acessório?

    FG – Vamos ter que continuar usando máscara ainda por muito tempo, independentemente de uma recomendação técnica, deve ser uma orientação comportamental. Sempre que possível, precisamos diminuir a probabilidade do contágio.

    P. – Como está hoje a ocupação de leitos do Sírio por Covid?

    FG – Semana passada estivemos bem apertados, variando de 90% a 97% de ocupação. Felizmente hoje [segunda, 14] estamos com 84%, estamos conseguindo acomodar. Mas é muito dinâmico. Há dias em que existe espera [por leitos] no pronto-socorro.

    Ano passado, nosso pico de internação tinha sido 260 pacientes. Neste ano, baixamos para 130 por duas, três semanas, e a gente pensou que teria um período de sossego. Nas últimas semanas, voltamos a ter 250 pacientes. Hoje [segunda] estamos com 164.

    P. – Está sendo necessário suspender cirurgias eletivas?

    FG – Dessa vez, não. Suspendemos por duas semanas alguns exames como a polissonografia, em que o paciente passa a noite no hospital e no dia seguinte vai embora. Muita gente que segurou procedimentos médicos meses atrás agora está nos procurando até porque começa a ficar ansioso, não sabemos até quando vai [a pandemia].

    P. – O Sírio acaba de lançar o pronto-atendimento digital. Como vai funcionar?

    FG – A experiência com pacientes com Covid possibilitou uma nova forma de atendimento para todo tipo de condição de saúde. As avaliações podem ser agendadas por meio de um número de WhatsApp. O paciente responde a uma série de perguntas para a triagem do caso e se não for considerado crítico, recebe um link para acesso a uma plataforma de telemedicina do Sírio e é atendido pelo médico de plantão. Se os sintomas forem de gravidade, é orientado a comparecer ao hospital.

    P. – Várias instituições de saúde têm estendido o atendimento médico digital para áreas como escolas e empresas. Isso veio para ficar?

    FG – Sim, o hospital presta hoje um serviço de saúde populacional que abrange 180 mil colaboradores de outras empresas em que o atendimento é digital. Tanto de um médico de família ou clínico-geral com nosso médico especialista, ou diretamente com o paciente.

    Isso evitou idas desnecessárias ao pronto-socorro, garantindo a segurança. Antes da Covid, em torno de 20% dos pacientes que vinham ao pronto-socorro não eram submetidos a nenhum exame nem recebiam medicação. Podemos inferir que eles precisavam de uma consulta médica.

    Não tenho dúvida de que o atendimento e do monitoramento digital de pacientes, serviços de saúde mental e de reabilitação a distância terão oportunidade de crescimento no pós-pandemia.

    P. – O que não é possível ainda fazer com o atendimento digital?

    FG – Não conseguimos substituir alguns tipos de assistência. Dor aguda, por exemplo, é uma coisa muito preocupante. Dor abdominal pode ser algo mais simples, como uma gastroenterite [infecção intestinal], uma diverticulite [inflamação ou infecção na parte interna no intestino]. O exame físico faz toda a diferença. Uma dor torácica, um formigamento, pode ser desde uma tensão emocional até um AVC [Acidente Vascular Cerebral]. Ter um olhar médico é fundamental.

    Mas hoje, com uma boa anamnese, um check-list de perguntas, um algoritmo bem direcionado, você consegue saber quando orientar a pessoa a procurar um atendimento presencial ou se ela pode seguir no acompanhamento digital.

    P. – No âmbito do SUS, o Sírio e outros hospitais têm desenvolvido por meio do Proadi alguns projetos usando a telemedicina nas emergências e na UTI. O que já é possível mensurar de resultados?

    FG – O Lean nas emergências, essa ferramenta de gestão que ajuda a diminuir o tempo de permanência do paciente no serviço de urgência, já existia antes da pandemia e, devido à repercussão e ao impacto que causou em vários hospitais públicos, foi renovado.

    Em 2020, o projeto passou por 35 hospitais do SUS. Já são 102 instituições beneficiadas em 24 estados desde que teve início há pouco mais de três anos.

    No ano passado, houve redução média de 38% no tempo de espera, de 50% no tempo da passagem do paciente da urgência até a internação, e uma redução média de 11% no tempo médio de permanência na internação (de 8,5 dias para 7,6 dias, em média).

    RAIO-X
    FERNANDO GANEM

    é médico cardiologista formado pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), com doutorado na mesma instituição. Também é especialista em terapia intensiva, tem pós-graduação em gestão de atenção à saúde pelo Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês e Fundação Dom Cabral.

    Trabalha no Hospital Sírio-Libanês desde 1992, inicialmente como plantonista no pronto-atendimento. Já trabalhou como intensivista no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, como chefe da UTI cardiovascular no Hospital Nove de Julho. Ocupa cargos na área de gestão do Sírio desde 2007. Em maio passado, assumiu a diretoria geral do hospital. Coordena também o programa de residência de clínica médica da instituição

  • Empresário que matou ladrão que invadiu sua casa na RMC é absolvido pela Justiça

    Foi absolvido pela Justiça o empresário que matou um criminoso que invadiu sua residência em fevereiro de 2020 em Pinhais na região metropolitana de Curitiba.

    O fato foi registrado quando um criminoso perigoso com 4 mandados de prisão em aberto invadiu sua casa para roubar sua moto. O empresário viu a situação e tentou impedir, mas foi ameaçado pelo criminoso que disse que ia mata-lo.

    O empresário subiu até o andar superior no sobrado e armado efetuou um único disparo contra o marginal que foi atingido e morreu no local.

    Após o fato, o empresário chegou a ser preso e precisou pagar fiança de R$ 8.312,00 para ser solto.

    O advogado Igor José Ogar que realizou a defesa do empresário enalteceu a decisão da Justiça:

    “Com o sentimento de dever cumprido, vencendo o relatório do delegado de polícia da comarca de Pinhais, também o oferecimento da denúncia do Ministério Público de Pinhais, e o primeiro momento e oportunidade manifestação do poder judiciário, reformar todo aquele âmbito que se criou para levar a júri nosso constituinte, vem olhando de modo moderado e adentrando-se aos fatos de que ali ocorrera sim uma circunstância de legítima defesa, absolver o nosso constituinte pela instituto da legítima defesa, tendo agora a absolvição sumária para que o mesmo não venha a responder qualquer crime de homicídio praticado quando ali defendia a sua própria vida, a vida de terceiros e seu patrimônio, por alguém muito perigoso que ali entrou na sua casa e ameaçou colocando em risco toda essa família. Parabéns ao poder judiciário de Pinhais, que muito assertivamente agora tomou a decisão apropriada e correta”

  • Araucária é premiada como cidade mais engajada na campanha contra a dengue

    Araucária foi premiada pelo SESC/PR como a cidade da região metropolitana mais engajada na campanha contra a dengue “Aqui o mosquito não entra!”. O município ficou em 1° lugar entre as 18 cidades avaliadas pela filial localizada no bairro Portão, em Curitiba.

    Para participar da campanha, bastava acessar o aplicativo do SESC e enviar fotos do “antes e depois” de possíveis focos de dengue e após a remoção mecânica de criadouros do Aedes Aegypti. Com a participação das comunidades, foi possível eleger os municípios ganhadores. Participaram mais de 200 cidades do Paraná.

    De acordo com a coordenadora da Proteção Social Básica, Susan de Britto, e a coordenadora do CRAS Tupy, Flavia Vogt, a comunidade do jardim Tupy foi uma das mais mobilizadas. A inserção de Araucária e as ações assertivas do poder público junto à população permitiram que o município fosse ganhador, recebendo medalha e troféu da instituição.

    Por : O jornal Popular

  • Empresário ex-dono da rede infantil Xiquita é assassinado no Paraná

    O empresário Maruan Majid, ex-proprietário da loja Xiquita, foi morto a tiros, na noite deste domingo (13), no balneário Perequê, em Matinhos, no litoral do Paraná.

    De acordo com as primeiras informações, Majid e a mulher estavam na residência, na Avenida Beira Mar, quando, por volta das 22h, foram vítimas de um suposto assalto. A mulher foi ferida no rosto e encaminhada para o Hospital Regional de Paranaguá. O empresário morreu no local.

    A Xiquita é especializada em moda e produtos infantis e muitas mães e pais fizeram as primeiras compras para seus bebês na loja que teve sede na Pedro Ivo, no Centro, Batel e Hugo Lange. A loja do Hugo Lange acabou fechando por falta de segurança após ter sido furtada seis vezes em um mesmo mês.

    O corpo do empresário foi levado ao Instituto Médico Legal de Curitiba e a Polícia Civil de Paranaguá investiga as motivações do crime. A reportagem da Tribuna cobrou mais informações da Polícia Civil e aguarda resposta.

  • Jovem pede moça em namoro mas recebe pedrada na cabeça em Curitiba

    Um rapaz de 21 anos foi agredido por uma pedrada na cabeça no bairro Rebouças, em Curitiba, na noite desta quarta-feira (9). O jovem somente pediu atendimento ao Siate na manhã desta quarta-feira (10), no mesmo local em que houve agressão, em frente ao Estádio Durival Britto, a Vila Capanema.

    Local em que rapaz pediu moça em namoro mas foi recebido a pedrada. Foto> Divulgação
    De acordo com relato dele ao Corpo de Bombeiros, ele teria sido agredido depois que pediu uma moça que conheceu na rua em namoro.

    “Ele relatou que encontrou a menina andando pela rua e quis namorar com ela e a moça deu uma pedrada na cabeça dele. Os dois não se entenderam. Para ele não deu certo” lamentou o sargento Batista, do Corpo de Bombeiros.

    O rapaz, que queria passar o Dia dos Namorados, no próximo sábado, dia 12, com um novo amor estava consciente. Teve apenas um corte na região de crânio, mas foi encaminhado ao Hospital Cajuru para fazer um curativo. A moça não foi localizada.

  • No mesmo dia, família tem carro roubado, sofre estelionato e tem loja assaltada na RMC

    Uma família de Campo Magro, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), teve um dia para esquecer nesta sexta-feira (4). Pela manhã, três criminosos roubaram celulares e notebooks de uma loja de assistência técnica que fica na Rua Narcisos, no Jardim Boa Vista.

    Um dos donos da loja estava trabalhando no momento do assalto e foi rendido pelos bandidos. Eles trancaram o homem nos fundos da loja e deram coronhadas na cabeça dele. Os criminosos levaram o telefone da vítima, a chave do carro dele, além dos eletrônicos da loja.

    Em entrevista , a esposa da vítima que não quis se identificar, contou que o dia não parou por ai. Ela também estava na loja no momento do roubo e estava conversando com outros funcionários sobre a situação de alarme e segurança do estabelecimento.

    Após o ocorrido, ela recebeu a ligação de um suspeito que se passou por funcionário de um desmanche de veículos. Ele relatou a vítima que comprou o carro dela por R$1500 e que gostaria de receber R$1000 para entregar o veículo novamente.

    “Ele disse que queria R$1000 de volta para não sair perdendo”, relatou a vítima.

    Com isso, o suspeito pediu para que a vítima fizesse um PIX no valor de R$1000. No entanto, ela respondeu que não tinha todo esse dinheiro na conta naquele momento e só poderia depositar R$500 de uma só vez.

    O homem que ligava para ela concordou, contudo, uma outra pessoa pegou o telefone e falou para a vítima que queria os outros R$500 depositados em PIX.

    “Ai nosso quando a gente viu que as informações tinham começado a se contradizer e a gente perdeu R$500 pro cara”, afirmou.

    Por meio do uso das redes sociais, o carro da vítima foi encontrado por moradores da cidade. Ainda não se sabe se algum pertence do interior veículo foi furtado.

    Agora, o carro foi levado à Delegacia de Almirante Tamandaré para os procedimentos legais antes de ser devolvido aos proprietários.

    O caso segue sendo investigado pela polícia.

  • POLÍCIA CIVIL DE ARAUCÁRIA PRENDE DOIS ENVOLVIDOS NO HOMICÍDIO DE JOVEM ESPANCADO COM PEDAÇOS DE PAU, PAVERS, PEDRAS E SOCOS.

    Policiais civis da DP Araucária prenderam, na manhã de hoje, M.B.A., 28, e F.H.V.B., 19, acusados de matarem, juntamente com outras 04 pessoas, o jovem trabalhador Gabriel Oliveira da Silva, na noite do dia 08 de maio de 2021.

    Naquela noite, 06 pessoas, sendo 05 homens e 01 mulher, agrediram Gabriel violentamente com socos, chutes, pedras, pedaços de pau e pavers, fato esse que levaram o jovem a morte no local. No momento do crime, a Guarda Municipal de Araucária conseguiu prender em flagrante dois dos agressores, sendo eles E.F.A.N e E.F.A.T. As outras quatro pessoas conseguiram fugir.

    Após a prisão em flagrante, a Polícia Civil da Delegacia de Araucária iniciou investigação para identificar os outros 04 agressores. Após a polícia civil identificá-los, o Delegado Tiago Wladyka representou pela prisão preventiva de todos eles: M.B.A., F.H.V.B., D.M.A e R.P.B.S.

    Com o mandado de prisão em mãos, o delegado Wladyka e sua equipe invadiram as residência dos acusados e conseguiram prender M e F. Já D e R não foram localizados e são considerados foragidos da justiça.

    A mãe de Gabriel estava revoltada em ver os outros quatro acusados soltos, porém o Delegado Tiago Wladyka explicou para a reportagem que “eu entendo o sofrimento da mãe, mas não podia agir contrário à lei. Eles não foram presos em flagrante, então, segundo nossa Constituição Federal, só poderiam ser presos com uma ordem judicial, que não tínhamos no momento. Após conseguirmos identificar todos eles, pedi a prisão de cada um e, quando a juíza a decretou, pegamos os mandados e fomos para cima. Conseguimos prender dois e os outros dois não prendemos porque já tinham fugido e são considerados foragidos pela Polícia Civil”.

    Os presos foram encaminhados para delegacia de polícia de Araucária, onde ficam à disposição da justiça. O caso foi dado por encerrado pela Polícia Civil e os jovens irão responder por homicídio qualificado.

  • Briga entre irmãos por causa de chinelo acaba com um morto após jantar com a mãe

    A noite de feriado de Corpus Christi desta quinta-feira (3) ficou marcada para a família de dois irmãos, que discutiram enquanto jantavam junto com a mãe, no bairro Santa Felicidade, em Curitiba. Um par de chinelos que um deles usava pode ter dado início a confusão, que terminou em assassinato. Após o crime, o suspeito fugiu de carro e já foi localizado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

    O crime aconteceu na Rua Ari José Valle, por volta das 21 horas. Segundo a polícia, apesar de apontarem uma possível motivação para o assassinato, os dois irmãos já tinham um histórico de brigas e, conforme as investigações, elas ocorriam de forma corriqueira. A DHPP também investiga o passado do autor.

    “Houve uma discussão por motivo banal, mas temos informações de que as brigas entre os dois eram corriqueiras. Se utilizando de uma arma branca e um pedaço de ferro, a vítima acabou morta em frente a esse condomínio. O autor já foi localizado e será encaminhado à Central de Flagrantes de Curitiba”, disse o delegado Tito Barichello, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

    Imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas pela polícia. O corpo da vítima será encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Curitiba. O homem foi identificado como Luis Daniel Ferreira dos Santos.

  • Dona de carro furtado recupera veículo e perdoa ladrão: “Quem sou eu para não perdoar”

    Um carro foi localizado pela Polícia Militar de Londrina após verificar o alerta de furto dado na terça-feira (1º). Nesta quarta-feira (2), a proprietária identificou o veículo, que teve os bancos e peças furtados também. Apesar do prejuízo, ela disse que perdoa o ladrão.

    Sônia Cristina, dona do Gol modelo 2001, havia acabado de se mudar para Londrina por conta de uma oferta de emprego. Ela deixou o carro estacionado na rua Cuiabá, centro da cidade, em frente a uma igreja. O criminoso levou o veículo antes que Sônia pudesse notar.

    Um boletim de ocorrência sobre o furto foi lavrado e desta forma foi possível identificar o veículo. O Gol foi encontrado sem os bancos e peças de funcionamento. Sônia contou que além desse prejuízo, também estava pagando prestações de uma reforma no carro.

    “Alguns acontecimentos que deixam a gente triste. Mas vamos continuar. Que Deus possa abençoar essas pessoas. Peço que Deus abençoe eles, que guarde. Que Deus tenha misericórdia. Quem sou eu para não perdoar”,

    disse Sônia, em entrevista à RIC Record TV Londrina.

  • Cepa indiana: município de Cascavel investiga caso de variante na cidade

    Um homem de 38 anos, que veio do estado Maranhão, foi atendido em um hospital particular da cidade, após apresentar sintomas respiratórios. Ele foi atendido, orientado e liberado. Após coletar o exame, ele foi a casa de parentes na cidade de Jesuítas, para ficar em isolamento.

    Ele se recuperou e viajou novamente ao Maranhão, onde mora e trabalha.

    Segundo a Chefe Regional de Saúde de Cascavel, Lilimar Mori, o material coletado será encaminhado para a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), para que seja verificado se é um caso da nova cepa.

    “ Como foi coletado, exatamente porque já havia um alerta. Todas as pessoas que vêm do Maranhão do estado, elas têm que passar por essa avaliação para verificar o tipo de vírus.”

    O primeiro caso da cepa indiana no estado foi registrado na cidade de Apucarana. Uma mulher de 71 anos, com comorbidades, ficou internada com sintomas gripais e realizou os testes para verificação da cepa. O exame foi encaminhado para a Fiocruz, onde foi constatado que se tratava da cepa indiana.

    O secretário de estado de Saúde, Beto Preto, informou que os casos confirmados na região de Apucarana no período em que a mulher foi diagnosticada com cepa, serão acompanhados.

    “ A vigilância em Saúde do Estado e também do município, irão fazer todas as buscas, vamos fazer um olhar diferenciado a todas amostras que foram positivadas no período em Apucarana e encaminhar para a Fiocruz.”

    secretário de estado de Saúde – Beto Preto

  • Vítima de furto se revolta e atropela, esfaqueia e soca ladrão no Paraná.

    Nesta quinta-feira (03) a Polícia Militar foi acionada depois que um casal foi atropelado propositalmente em Apucarana, no Paraná.

    Segundo informações, o atropelador teve a casa furtada por um dos atropelados. As informações ainda dão conta que este indivíduo furtou várias casas além da casa do atropelador.

    A PM foi acionada depois que o casal atropelado deu entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento. Em conversa com os policiais, o homem relatou que furtou materiais de construção da casa do autor. Ele disse ainda que além de ele e a esposa serem atropelados, ele foi esfaqueado, e levou socos do atropelador.

    A Polícia Civil deve investigar o crime.

  • Primeiro caso da variante indiana é confirmado no Paraná

    A Secretaria de Estado da Saúde registrou nesta quarta-feira (2) o primeiro caso da cepa B.1.617 no Paraná, popularmente conhecida como variante indiana ou delta, na nova classificação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A identificação foi realizada por sequenciamento genômico do vírus SARS-CoV-2, realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com amostra de um caso confirmado do Paraná.

    Uma mulher de 71 anos, residente no município de Apucarana, no Vale do Ivaí, com comorbidades, apresentou os sintomas da doença no dia 19 de abril após contato com casos confirmados. Ela realizou coleta de exame RT-PCR para diagnóstico da Covid-19 no dia 26 de abril. Chegou a ficar hospitalizada e teve alta.

    A paciente morava com o marido de 74 anos e o filho de 58. Os três foram diagnosticados com Covid-19. O filho faleceu no dia 17 de maio. A equipe de Vigilância Epidemiológica municipal realiza acompanhamento dos familiares e contatos próximos e abriu investigação epidemiológica sobre o caso.

    O Laboratório Central do Estado (Lacen/PR) envia à Fiocruz, semanalmente, amostras de casos confirmados de Covid-19 para monitoramento das cepas circulantes no Estado do Paraná. O critério de seleção é aleatório e levou à identificação desse caso, que não era considerado suspeito de infecção por alguma Variante de Preocupação (VOC).

    O Lacen/PR está realizando a busca de amostras confirmadas para Covid-19, com data de coleta 15 dias anteriores e 15 dias posteriores à data de coleta do exame do caso confirmado, em toda a região da 16ª Regional de Saúde, que abrange 17 municípios.

    Suspeito
    O Paraná registra ainda um caso suspeito da cepa B.1.617. Trata-se de um homem de 38 anos, residente em Cascavel, no Oeste do Estado. A amostra foi remetida à Fiocruz e aguarda o resultado o sequenciamento genômico.

  • Comissão de Investigação da Assembleia denuncia vacinação de morto e fura-fila na Lapa

    A Comissão Especial de Investigação da Assembleia Legislativa do Paraná que apura irregularidades na fila da vacinação no Estado esteve nesta quinta-feira (27) na cidade da Lapa, em diligência na Prefeitura Municipal.

    Na reunião com o prefeito Diego Ribas, os deputados Delegado Francischini (presidente da CEI) e Nelson Justus entregaram à administração municipal documentos que apontam fraudes na imunização a partir do cruzamento de dados da Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas do Paraná e denúncias encaminhadas pela sociedade à Comissão Especial.

    Na cidade, o CPF de um homem foi usado na vacinação no dia 25 de fevereiro deste ano. De acordo com o atestado de óbito, essa pessoa faleceu no dia 18 de março de 2016, aos 85 anos. Na relação de vacinados disponibilizada pela Prefeitura consta a imunização.

    Os deputados também repassaram ao prefeito denúncias de nove (9) casos de fura-fila, alguns envolvendo servidores públicos. A prefeitura já apura estas irregularidades e repassou as informações à Comissão. Todos os documentos colhidos na diligência serão agora analisados e repassados do Ministério Público do Paraná.

    Sobre a divulgação de nomes e documentos, Francischini afirmou que a investigação está em curso e antecipar dados seria imprudente e injusto com pessoas inocentes. “Estamos tendo muito cuidado com a divulgação de nomes porque pode haver falsas denúncias. Sabemos que aqui há um trabalho sério e trazer informações é importante para o próprio poder municipal tomar as medidas cabíveis”, ponderou Francischini.

    “O objetivo do Francischini com a propositura da Comissão é justamente mostrar para a sociedade que ninguém será acusado injustamente, entretanto pessoas que cometeram irregularidades não sairão impunes. A sociedade está vigilante e quer respostas. Nós daremos estas respostas. Sempre vai surgir alguém que queira burlar as regras e temos de mostrar que há um freio, uma fiscalização”, afirmou Nelson Justus.

    O prefeito Diego Ribas também aponta a importância do trabalho fiscalizador da Comissão. “Não podemos compactuar com uma situação dessa. Importante receber essa informação, especialmente sobre o caso de óbito. Agradeço imensamente. Aqui não queremos segurar a barra de ninguém”, afirmou.

    Diego Ribas disse que as medidas cabíveis já estão sendo tomadas em outros casos ocorridos na cidade e que as novas denúncias serão checadas imediatamente. “Hoje mesmo vamos instaurar uma sindicância sobre essa denúncia de que alguém se vacinou com documento de uma pessoa que morreu”, afirmou.

    Ouvida na diligência desta manhã, a secretária de Saúde, Gabriela Sampaio disse que vai colaborar para que tudo seja esclarecido. “Quero reforçar a nossa responsabilidade, acompanhado de perto e orientando as equipes focando nessas orientações. Não quero virar notícia no Fantástico”, disse Gabriela Sampaio.

    “A fiscalização importante porque os critérios do Plano Nacional de Imunização levam em conta exatamente quem tem mais riscos. Vai chegar a vez de todos”, finalizou Francischini.

    Também participou da reunião a coordenadora de Vigilância em Saúde, Josiele Cadena.

    *Com informações da Assessoria do Deputado Delegado Francischini. Fotos: Wallace Machado.

    Por Canal da cidade

  • HOMEM TENTA VENDER MÁQUINAS DE CARTÕES FURTADAS E ACABA PRESO

    Uma Guarnição da GMA foi abordada por um transeunte às 20h30 dessa segunda feira (24). Ele informou aos GMs que, um homem estaria oferendo duas máquinas de passar cartões, nos comércios do bairro Estação, e ele tinha conhecimento de que um amigo teve um equipamento semelhante furtado no sábado (22).

    A Equipe fez patrulhamento pela região e logrou êxito em a abordar o indivíduo que supostamente estaria com os equipamentos.
    Com o abordado, não foi encontrado nada de ilícito, porém, o homem falou aos Gms que as máquinas referidas, estariam em sua casa, que fica próxima, na rua Sofia Knapik no bairro Estação.

    A Equipe Policial foi até o local e fez contato com a vítima do furto no sábado, e ela reconheceu uma das máquinas com sendo de sua propriedade.

    Diante dos fatos, o homem recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para providências.

    O proprietário da outra máquina foi identificado, mas, uma Equipe foi no seu endereço e não o encontrou. O porteiro do condomínio onde ele mora foi informado e se propôs a avisar o morador para comparecer à Delegacia, com a devida comprovação para retirar o equipamento.

  • VEÍCULO ROUBADO DE MOTORISTA DE APLICATIVO FOI RECUPERADO PELA GUARDA MUNICIPAL.

    O roubo aconteceu por volta de 20h30 dessa segunda feira (24), na localidade rural de Catanduva.
    Os dois ladrões solicitaram o serviço no bairro Dalla Torre e, quando chegaram na área rural, anunciaram o roubo ameaçando o motorista com uma faca.

    Às 21h30 houve a informação de um veículo Ford Ka Sedã de cor prata, abandonado na Av. Independência próximo a Igreja do Campina das Pedras.

    Uma Guarnição da GMA foi até o local, e constatou que o veículo Ka era o que havia sido roubado do motorista de aplicativo.

    O veículo foi entregue na Delegacia de Polícia Civil para as providências administrativas.

    Foto: Divulgação GMA
    Texto: GM Matiak

  • ALCOOLIZADO, HOMEM XINGA A ESPOSA A EMPURRA E JOGA A COMIDA QUE ELA HAVIA FEITO PELO CHÃO DA CASA.

    O HOMEM ACABOU PRESO PELA GUARDA MUNICIPAL.

    Segundo a esposa, seu companheiro chegou em casa às 20h30 bastante alcoolizado e alterado, a xingou de vagabunda e a empurrou da cama. Em seguida, foi até a cozinha a jogou toda a comida que estavam nas panelas, pelo chão da casa.
    Ela então ligou para a Guarda Municipal.

    Quando a Equipe chegou no endereço da rua Dos Gerânios, no bairro Campina da Barra o agressor não estava mais no local.

    Enquanto a Equipe orientava a vítima, o agressor retornou à casa.
    A Guarnição abordou o homem, e diante da vontade da sua companheira em representar criminalmente contra ele, a Equipe deu voz de prisão e o encaminhou à presença da Autoridade Policial para as providências cabíveis.

    Foto: Divulgação GMA
    Texto: GM Matiak

  • Hissam decreta luto oficial em razão do falecimento de Betão

    O prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) decretou na manhã desta sexta-feira, 21 de maio, luto oficial de três dias no Município de Araucária em razão da morte do ex-vereador Wilson Roberto David Mota.

    Nos três dias em que estiver vigendo o decreto todas as bandeiras existentes em Araucária devem permanecer a meio mastro em sinal de luto.

    O decreto de luto, conforme justificativa, é uma homenagem ao homem público, Roberto Mota, vereador no Município por sete mandatos. Ele ainda foi secretário municipal em algumas oportunidades e ocupou interinamente o comando da cidade entre 20 de dezembro de 2016 e 31 de dezembro de 2016, quando o então prefeito foi afastado por determinação judicial.

    Betão se elegeu vereador pela primeira vez no ano de 1992. Naquela oportunidade, candidato pelo PST, chegou à Câmara com 862 votos. Em 1996, foi novamente candidato, só que pelo PSDB. Se elegeu com 1.415. No ano de 2.000, novamente pelo PSDB, conquistou 1.176 votos, o que o levou ao Legislativo pelo terceiro mandato consecutivo. Em 2004 fez 2.203 votos e foi reconduzido para um quarto mandato. Quatro anos depois, em 2008, se elegeu novamente, agora com 1.798. Já em 2012 conquistou 2.197 votos, sendo reconduzido ao cargo pela sexta vez. No ano de 2016 disputou sua última eleição, sendo reconduzido para um sétimo mandato como vereador com 1.741 votos. Em 2020 não foi candidato.

    Beto ficou mais de 20 dias internado
    Roberto Mota estava internado há pouco mais de vinte dias no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba. Diagnosticado com Covid-19 na segunda quinzena do mês de abril, ele teve um piora que resultou na necessidade de suporte respiratório. Com isso, em 29 de abril, os médicos decidiram que era melhor entubá-lo de modo a preservar a correta manutenção dos demais órgãos, que poderiam apresentar comprometimento em razão da incapacidade pulmonar

    Desde a entubação, o ex-vereador vinha apresentando melhoras, com o quadro infeccioso evoluindo bem e chegou-se a pensar na extubação. Porém, na noite desta quinta-feira, teria havido piora significativa nas funções vitais de Betão, que culminaram com uma parada cardíaca e seu falecimento.

    Nascido em Piraju, no estado de São Paulo, Betão estava em Araucária há pelo menos três décadas. Formado em Agronomia e Direito, era servidor concursado da Prefeitura de Araucária no cargo de engenheiro agrônomo. Ele deixa esposa e duas filhas.


    Texto: Waldiclei Barboza

  • Polícia procura homem suspeito de estuprar afilhada de 11 anos em Piraquara

    A Polícia Civil do Paraná (PCPR) divulgou a foto de um homem, de 53 anos, suspeito de estuprar a afilhada de 11 anos. O crime aconteceu no dia 6 de abril deste ano, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba.

    Na ocasião do crime, o homem deu um sonífero para a menina afirmando que seria um remédio para piolho. A criança dormiu, mas acordou durante o abuso sexual com o peso do homem em cima do seu corpo.

    A vítima contou sobre o caso para a mãe, após ela notar um comportamento diferente na criança. A genitora denunciou o crime à PCPR, após o fato.

    A PCPR solicita a colaboração da sociedade com informações que auxiliem na localização do procurado. As denúncias podem ser feitas de forma anônima pelos telefones 197 da PCPR, 181.

  • Tribunal de Justiça decide que Cristiana Brittes irá a júri popular pela morte de Daniel

    O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) decidiu, nesta quinta-feira (20), que Cristiana Brittes irá responder pela morte do jogador Daniel Corrêa Freitas no Tribunal do Júri de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. No ano passado, a mulher de Edison Brittes tinha ficado de fora da lista dos réus que iriam a júri popular pelo crime de homicídio por decisão da juíza Luciani Regina Martins de Paula.

    A decisão foi revertida pelo TJ após apelação criminal do assistente de acusação e do Ministério Público. O advogado de defesa da família Brittes, Cláudio Dalledone Júnior, disse em entrevista à Banda B que irá recorrer. “Nós respeitamos, mas iremos recorrer já que contraria a posição do próprio Ministério Público de 2º grau e a pacífica jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, entre outras imperfeições que enxergamos nessa decisão. Nós temos aí, por exemplo, a ausência de intimação de todas as outras defesas, então isso tudo não tem como se consagrar”, disse o advogado.

    Outra determinação dos desembargadores da 1ª Câmara Criminal do TJ foi a retirada do crime de fraude processual para os réus Edison Brittes, David Willian Vollero Silva, Eduardo Henrique Ribeiro da Silva e Ygor King. Evellyn Brisola Perusso que responde unicamente por este crime não teve o recurso julgado e responde pela acusação em separado.

    “Um caso de muita repercussão e isso influenciou na decisão dos desembargadores. Tem muita coisa pra acontecer ainda, o processo está muito longe de estar pronto para ir a julgamento no plenário do Tribunal do Júri”, acrescentou Dalledone.

    O assistente de acusação, Nilton Ribeiro, afirmou à reportagem que a decisão do colegiado corrige um equívoco. “Hoje foi corrigido um equívoco, com o máximo respeito, determinando que a Cristiana seja julgada pelo Tribunal do Júri. A defesa da família do Daniel vê isso como uma correção de rumos, se colocou novamente nos trilhos esse caso, e ela vai acompanhar todos os outros no banco dos réus”, disse Ribeiro.

    Cristiana Brittes responde agora por homicídio qualificado pelo motivo torpe, além de corrupção de menor, coação do curso do processo e fraude processual.

    Caso Daniel
    Segundo a denúncia do MP-PR, o jogador Daniel Correa Freitas participava das comemorações de aniversário da filha de Edison, Allana Brittes, que havia completado 18 anos. Após passar a noite em uma casa noturna do bairro Batel, Daniel foi convidado para um ‘after’ na casa da família Brittes, onde o crime aconteceu

    Edison Brittes confessa a morte de Daniel e afirma que tomou a medida extrema após encontrar Daniel na cama com Cristiana. O jogador então foi brutalmente espancado e levado no porta-malas de um Veloster até a Colônia Mergulhão, em São José dos Pinhais, onde foi morto com um corte no pescoço e o pênis decepado.

  • HOMEM FOI AGREDIDO PRÓXIMO AO TERMINAL CENTRAL DE ARAUCÁRIA.

    Um homem que teria sofrido agressões na noite dessa quinta feira(20), pediu socorro aos vigilantes do terminal central, que fizeram contato com a Guarda Municipal.

    Uma Guarnição foi até o terminal e prestou o primeiro atendimento (APH), e acionou o SAMU, que avaliou como grave a situação, pois haviam ferimentos compatíveis com arma branca(faca). Os socorristas o recolheram na ambulância, porém, não souberam informar para qual casa hospitalar o levariam.

    Os Seguranças relataram que o homem chegou no terminal e falou com extrema dificuldade que havia sido agredido, e logo depois perdeu os sentidos.

    Os autores das agressões não foram localizados.

    O fato aconteceu por volta das 19h30, e, aproximadamente 01h30 depois, houve um homicídio em um restaurante às margens da PR 423, que foi atendido pela Polícia Militar.
    Há suspeita de que os dois fatos tenham ligação, pois o homem agredido e o que foi morto a golpes de faca, moram na mesma pensão.

    Foto: Divulgação GMA
    Texto GM Matiak

  • Mulher, vítima de sequestro relâmpago, vive momentos de medo nas mãos de bandidos

    Bandidos abordaram uma mulher na manhã desta terça-feira, 18 de maio, no momento em que ela aguardava o ônibus na parada localizada em frente ao Supermercado Condor, no bairro Costeira. Segundo a filha, a mãe fez um saque de pequeno valor no caixa eletrônico do supermercado, comprou alguns produtos e saiu. Logo em seguida chegou uma mulher, que se sentou ao lado dela, e após uns 10 minutos de conversa, apareceu um homem em um Peugeot branco, que as ameaçou, fazendo menção de estar armado, e fez com que entrassem no carro. Porém, a mulher era comparsa do bandido, e provavelmente já observava a vítima, ainda dentro do estabelecimento.

    “O homem pegou a bolsa da minha mãe e ficou cerca de seis horas com ela dentro do carro, obrigando-a a fazer transferências, saques e compras, ainda em Araucária. Ele zerou a conta dela e depois de usar os cartões ainda ficou com tudo, inclusive com o celular e algumas joias que estavam dentro da bolsa. Depois a largaram na Cidade Industrial de Curitiba. Nós registramos boletim de ocorrência, mas ainda estamos aguardando imagens de câmeras de segurança de alguns comércios, para que a polícia possa chegar aos bandidos”, disse a filha. Ele comentou ainda que decidiu divulgar o fato para que as pessoas fiquem de alerta, porque os sequestros relâmpagos são muito comuns, e todo mundo pode se tornar uma vítima

    Por O Popular

  • Câmera de segurança flagra homem fazendo sexo com porca

    Um homem foi flagrado por uma câmera de segurança instalada em uma pocilga, estuprando uma porca na noite da última segunda-feira (17).

    O indivíduo é conhecido na região por “João Coragem”. Para acalmar a porca, João trouxe alimentos para que o animal que estava deitado levantasse para comer. Em seguida ele tirou o shorts e praticou o abuso contra o animal.

    O dono do animal desconfiava que a porquinha estava sendo abusada e instalou a câmera de segurança no local. Ao visualizar o abuso contra o animal, o proprietário foi até a pocilga e flagrou João Coragem realizando o ato absurdo.

    O proprietário chegou a gravar um vídeo revoltado com a situação, veja:

    A Polícia Militar foi acionada, porém João Coragem ficou com medo de ser preso e saiu correndo.

    O proprietário do animal foi orientado a comparecer na delegacia de Polícia Civil para realizar um boletim de ocorrência. O fato foi registrado na cidade de Cachoeira dos Índios, no sertão da Paraíba.

  • GOLPISTA SE DÁ MAL, É PRESO PELA PM E FAZ COCÔ NA CALÇA, EM CURITIBA

    Um homem foi preso pela Polícia Militar no começo da tarde desta quarta-feira (19) suspeito de praticar diversos golpes em Curitiba. M.G.T. caiu numa emboscada armada por uma vítima e, no momento da prisão, acabou ‘sujando’ a calça.

    De acordo com a Polícia Militar, Torres divulgava nas redes sociais e em sites como o OLX um serviço de móveis planejados. Ele exigia o pagamento adiantado da entrada, mas logo que recebia o valor, nunca mais atendia ligações e nem respondia às mensagens. Foram pelo menos 15 vítimas do Paraná e de Santa Catarina que tiveram prejuízo com ele até a arapuca armada por duas mulheres.

    A vítima que conseguiu pegar o golpista disse que contratou o rapaz em fevereiro para fazer um armário, mas depois de pagar adiantado metade do valor do serviço, não conseguiu mais entrar em contato com o suspeito. Pelas redes sociais, ela encontrou uma tia dele e a mulher revelou que ele praticava esse tipo de crime com frequência.

    Uma vizinha da primeira vítima disse que pretendia fechar negócio com Torres, mas foi alertada sobre o golpe e as duas decidiriam armar uma arapuca para pegar o suspeito. No início dessa tarde, ele acabou surpreendido e foi detido por populares até a chegada da viatura da PM.

    Ele foi levado até a Central de Flagrantes e responderá por tentativa de estelionato. O delegado de plantão arbitrou fiança, mas como o suspeito não tinha dinheiro para pagar, deve passar a noite na prisão. A Polícia Civil vai dar sequência ao inquérito e investigar outros casos que possam ter o envolvimento de Torres.

  • Polícia divulga foto de suspeito de matar homossexuais em Curitiba

    A Polícia Civil do Paraná (PCPR) divulga a foto do suspeito de três latrocínios contra homossexuais ocorridos entre os dias 16 de abril e 4 de maio deste ano, em Curitiba, no Paraná, e em Abelardo Luz, no Estado de Santa Catarina (SC). O homem possui mandados de prisão temporária em aberto pelos crimes.

    O indivíduo é responsável pelas mortes de David Júnior Alves Levisio, ocorrida no dia 27 de abril e Marco Vinício Bozzana da Fonseca, morto no dia 4 de maio, ambas na capital paranaense. Ele também é suspeito do latrocínio de Robson Olivino Paim, no dia 16 de abril, em Abelardo da Luz (SC).

    Ainda no dia 11 de maio, o homem tentou matar mais um homossexual, no bairro Bigorrilho, em Curitiba. Na ocasião, a vítima conseguiu resistir ao ataque, mas teve alguns bens subtraídos.

    CRIME- As três vítimas eram homossexuais e moravam sozinhas. Os três homens foram encontrados mortos na cama de suas residências com sinais de asfixia e tiveram pertencentes subtraídos.

    De acordo com as investigações, o suspeito marcava os encontros por aplicativos de relacionamento entre homossexuais. Em um primeiro momento, o indivíduo trocava fotos com as vítimas e posteriormente se deslocava até a residência, ao chegar no o local as estrangulava. Após o sufocamento as cobria com cobertas.

    INVESTIGAÇÃO- Inicialmente os casos foram tratados como homicídio, porém foram identificados pertences subtraídos dos locais.

    Após investigações de alta complexidade, foram realizadas diligências para identificar o suspeito. A PCPR ainda contou com o apoio da Polícia Civil de Santa Catarina (PCSC).

    DENÚNCIAS- A PCPR solicita a colaboração da sociedade com informações que auxiliem na localização do procurado. As denúncias podem ser feitas de forma anônima pelos telefones 197 da PCPR, 181 Disque Denúncia ou pelo 0800-643-1121, diretamente à equipe de investigação.

  • Jovem mata mãe com martelo, garfo e faca após “ouvir a voz do satanás”

    Um homem de 22 anos foi preso após matar a mãe com requintes de crueldade. A barbárie ocorreu na manhã desse sábado (15/5) no município de Água Lindas (GO), Entorno do Distrito Federal. Ao ser surpreendido pela polícia, o jovem confessou o crime e deu detalhes de como executou a própria genitora dentro de casa. Segundo ele, “a voz do satanás” o orientou. Reinan Rodrigues de Souza (foto principal) já havia preparado a cova para enterrar o corpo no quintal.

    A dona de casa Aureni Constância de Souza Rodrigues, 48 anos, foi surpreendida pelo filho ao ser atingida com golpes de martelo na residência em que a família mora. O jovem a agrediu violentamente com auxílio de uma faca e um garfo. Segundo a Polícia Civil de Goiás, os golpes foram desferidos na região da cabeça.

    Com a mãe já ao chão, Reinan usou um peso de musculação para esmagar a região torácica da vítima. Nesse momento, a irmã do autor acordou, escutou o barulho e flagrou a agressão. A adolescente de 13 anos tentou intervir, mas foi esganada e asfixiada pelo irmão. A garota, no entanto, conseguiu se desvencilhar e saiu em busca de socorro. Ela acionou vizinhos e, em seguida, a polícia, que chegou ao local e prendeu o criminoso

  • Eliezer Cordeiro, coordenador do Espaço do Empreendedor de Araucária, morre vítima de Covid-19.

    Eliezer Cordeiro, 34 anos, diretor do Espaço do Empreendedor da Prefeitura de Araucária, não resistiu ao agravamento de um quadro de Covid-19 e faleceu neste domingo, 16 de maio.

    Servidor concursado da Prefeitura desde o ano de 2011, Eliezer passou a gerenciar o Espaço do Empreendedor quando o prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) assumiu o comando do Município, em 2017.

    Funcionário dedicado, era considerado por amigos e colegas um entusiasta daqueles que querem empreender. Ao longo dos últimos quase cinco anos foi incansável na formatação do Avança Araucária e nas diversas parcerias desenvolvidas pela Prefeitura e o Sebrae para qualificar micro e pequenos empresários que atuam em Araucária. Foi também um dos idealizadores do Fundo Garantidor do Município e também ocupava a presidência da Comissão de Licitação de Bens e Serviços do Município.

    Desde março do ano passado, quando a situação pandêmica no país foi decretada, Eliezer se desdobrou na busca de alternativas e oferecimento de suporte para as empresas afetadas pela crise. Figura diária no Espaço Cidadão da Prefeitura, onde estava localizado o Espaço do Empreendedor, ele era visto executando as mais diversas atividades, desde as mais simples como entrega de senha e organização de filas até as mais complexas, como análise de solicitações de financiamentos.

    Eliezer estava internado desde o dia 8 de maio no Hospital do Rocio, em Campo Largo. Dias antes havia sido diagnosticado com Covid-19 e rapidamente teve seu quadro de saúde agravado, com acentuado comprometimento da capacidade pulmonar, que se tornou irreversível neste final de semana. Eliezer será velado e sepultado em Campo Largo na manhã desta segunda-feira (17). Ele deixa esposa e duas filhas, uma de 9 e outra de 5 anos.

    A Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Araucária (Aciaa) lamentou o falecimento de Eliezer com a seguinte nota: “É com profunda tristeza e consternação que a ACIAA comunica o falecimento de Eliezer Cordeiro, Diretor de Desenvolvimento Econômico no Espaço Empreendedor da Prefeitura de Araucária. Lamentamos a perda irreparável de um grande amigo e incentivador do associativismo. Nossos sinceros sentimentos aos familiares e amigos”.

    O secretário de Governo, Genildo Carvalho, em nome do prefeito Hissam e da Prefeitura de Araucária também manifestou seu pesar pelo falecimento de Eliezer. “Funcionário exemplar, Eliezer era a definição literal de servidor público. Trabalhava para servir ao público. Todos os dias se empenhava de corpo e alma para prestar o melhor serviço possível, seja na execução ou planejamento das ações do Espaço do Empreendedor. É uma perda irreparável para o serviço público de Araucária e para todos nós que convivíamos com ele diariamente. Em nome da Prefeitura e do prefeito Hissam, desejamos força à família e amigos neste momento difícil”, escreveu.

    Por O Popular

  • HOMEM INVADE CASA DE SUA EX COMPANHEIRA E A AMEAÇA COM UM ESPETO DE CHURRASCO

    O AGRESSOR FOI PRESO PELA GUARDA MUNICIPAL.

    Segundo a solicitante, eles estão separados e ela possue boletim de ocorrência contra ele por agressão. A vítima informou a Equipe que, às 03h15 da madrugada deste sábado, o homem invadiu sua casa e a ameaçou com um espeto de churrasco. Mesmo com a insistência da vítima para que o ex deixasse o local, ele não atendeu.

    A Equipe Policial esteve no endereço da rua José Skraba no bairro Dalla Torre, e, abordou o homem solicitando que saísse do imóvel para conversar. Ele não atendeu a solicitação da Guarnição, sendo necessário o uso progressivo e diferenciado da força, com o uso de arma de eletrochoque (menos que letal) para imobilizar e revistar o referido.

    Diante dos fatos, e da vontade da vítima em representar criminalmente contra seu ex marido, a Equipe deu de prisão a ele e o encaminhou à presença da Autoridade Policial para providências.

    Foto: Divulgação GMA
    Texto: GM Matiak

  • PROCURA-SE- o motorista da carreta Paulo Jonatan Matos. 31 anos.

    Morador de Arapoti, interior do Paraná, ele estava carregando uma carga de ADUBOS saiu de Paranaguá sentido interior do Paraná e na região metropolitana de Curitiba , mais específico na cidade de Araucária o rastreador dele sumiu e ele passou a não atender mais o telefone, desde então a família esta a sua procura, isto aconteceu nesta quarta-feira dia (12)..

    Qualquer informação sobre o paradeiro do motorista do caminhão favor entrar em contato com a PMPR 190 ou GM 153 ou telefone da família 43 9819-8745..

    O caminhão (cavalinho) foi localizado em Contenda na divisa com Araucária na manhã desta sexta-feira (14) placa do cavalinho(caminhão) BWM-4758 e da carreta AWA 6010
    Porém o motorista ainda continua desaparecido, assim como a carreta e a carga de adubos.

    Por Lobão

  • Aos 94 anos, morre Dona Adila, mãe do prefeito Hissam

    Adila Hussein Dehaini, mãe do prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania), faleceu nesta terça-feira, 11 de maio, em Curitiba. Ela tinha 94 anos e estava internada no Hospital Marcelino Champagnat.

    Nascida na Líbia, Dona Adila era filha de Ali Saleh e Amina Saleh. Veio ainda jovem ao Brasil junto com o marido e dois filhos. Em terras brasileiras foi mãe outras duas vezes, uma vez em Minas Gerais e outra em São Paulo, onde deu à luz a Hissam.

    O velório aconteceu na Mesquita Muçulmana do Cemitério Jardim de Allah, onde foi sepultada ainda na terça-feira seguindo o ritual da religião, como desejado por Dona Adila. A preparação do corpo foi feita pelos próprios familiares, com a falecida recebendo três banhos. O primeiro para tirar a impureza, o segundo com ervas canforadas e o último com água pura.

    Em seguida, Dona Adila foi enrolada em um pano branco, que a cobriu até o rosto. Em seguida, como manda a tradição, seu corpo foi colocado diretamente em contato com o solo, com um travesseiro feito de terra apoiando sua cabeça, que fica virada em direção a Meca, cidade sagrada para os muçulmanos. Após, a cova é fechada com uma tampa de cimento.

    A família, como também manda a tradição, tratou com discrição a partida de Dona Adila, respeitando o ensinamento de um profeta da religião: “o morto sofre quando alguém se lamenta em voz alta”. Para o islã, a vivência do luto é momento de oração, calma e equilíbrio.

    Texto: Waldiclei Barboza

  • Comandante-geral da Polícia Militar do Paraná é internado com Covid-19

    O Comandante-Geral da Polícia Militar do Paraná, Coronel Hudson Leoncio Teixeira, 49 anos, foi internado nesta terça (11) no Hospital da Polícia Militar (HPM), m Curitiba, com Covid-19. O resultado do exame confirmando que ele está com coronavírus saiu no último sábado (8).
    Segundo o boletim médico da Diretoria de Saúde da Corporação, também desta terça, o coronel apresenta bom estado geral, sem necessidade de ventilação. Outras informações, por serem dados dados clínicos privados do coronel, não serão repassados pela Corporação, os quais estão sendo informados a ele e seus familiares.

  • Caminhoneiro da Lapa desaparece a caminho do trabalho e família já não sabe mais o que fazer

    A família do caminhoneiro Sérgio Roberto Prestes, de 50 anos, da cidade da Lapa, na região metropolitana de Curitiba (RMC), está há 13 dias sem notícias dele. O último contato que os parentes tiveram com ele foi no último dia 30 de abril. Prestes telefonou para dizer que ia viajar com o caminhão da empresa em que trabalha, em São José dos Pinhais, também na RMC.

    A empresa informou à família que ele não apareceu para a viagem e ninguém sabe o que pode ter acontecido com ele.

    “Na sexta-feira, dia 30, ele ligou e falou que já ia viajar. A empresa ligou que no domingo porque ele tinha de ter saído de viagem e não apareceu”, disse a filha do caminhoneiro, Janaína Silva, em entrevista à Banda B, bastante preocupada.

    Prestes já teve problemas com dependência química, segundo a filha, por isso o desaparecimento preocupa ainda mais.

    “Como ele já teve problema com dependência química, isso tudo preocupa a família. Já são 13 dias que meu pai está desaparecido. Ele estava de carro e a gente já fez boletim de ocorrência, ronda, procuramos, mas até agora nada. Nem ele, nem o veículo”, lamentou.

    De acordo com informações de Janaína , o caminhoneiro vestia uma calça cinza, camiseta polo vermelha, botina preta, trajava o uniforme da empresa Budel, em que trabalha. O veículo em que estava é um modelo Gol branco ano 1996 , placa JEO 1G98.

    Qualquer informação do paradeiro de Sérgio Roberto Prestes pode ser repassada para a Delegacia de São José dos Pinhais – (41) 3299-1500

  • Confusão em motel: mulher tem ataque de fúria ao conferir tamanho do órgão genital de crush

    Um homem de 25 anos sofreu um ataque da mulher que o acompanhava em um motel em Água Boa, no Mato Grosso. A discussão começou após a parceira, que era sua colega de academia, se decepcionar com o tamanho do órgão genital do parceiro.

    Ele precisou pular o muro do motel, mas mesmo assim a mulher conseguiu alcançá-lo na rua e, com garrafadas e pauladas na cabeça, a vítima precisou de atendimento médico e policial. Aos agentes, o homem contou que ele e a mulher se conheceram na academia e saíram de lá juntos, com destino ao motel. De acordo com o BSB Times, por volta das 20h, a mulher teve um ataque de fúria e começou a atingi-lo com uma garrafa quebrada. Para fugir, ele conseguiu pular o muro e a agressora só parou quando foi contida por moradores locais.

    A mulher, por sua vez, disse que o homem mentiu para ela, que afirmou que tinha um determinado tamanho, mas, na hora, não era nada daquilo.

    Uma equipe do Corpo de Bombeiros levou a vítima ao Hospital Municipal Ana Neta, onde permaneceu sob cuidados médicos. O boletim de lesão corporal foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Pimenta Bueno, que investigará o caso.

  • Autor de ataque a creche em SC presta depoimento e segue internado

    O adolescente que invadiu uma creche em Saudades, no oeste de Santa Catarina, e matou cinco pessoas, entre elas três crianças, prestou depoimento à polícia pela primeira vez nesta segunda-feira (10). O autor da chacina, de acordo com o portal NSC Total, segue internado no hospital.

    Adolescente invade creche e mata duas crianças e uma professora em Santa Catarina
    Único sobrevivente de ataque a creche em Saudades (SC), bebê de 1 ano e 8 meses tem alta
    Autor do ataque a creche em SC sai da UTI e está acordado, diz boletim

    O depoimento do jovem aos delegados responsáveis pela investigação teria durado cerca de uma hora. Ele está internado no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó. Conforme o último boletim médico divulgado, ele apresentou melhora no quadro de saúde, e pode deixar o hospital nesta terça.

    Segundo divulgou o NSC Total, a Polícia Civil não divulgou informações sobre o conteúdo do depoimento para não atrapalhar o andamento das investigações. Uma coletiva de imprensa deve ser convocada para os próximos dias.

  • Assassino da menina Rachel Genofre vai ao Tribunal do Juri nesta quarta-feira em Curitiba

    Está previsto para esta quarta-feira, 12 de maio, o julgamento de Carlos Eduardo dos Santos, acusado da morte da pequena Rachel Genofre, 9 anos, em 2008, em Curitiba.

    Ele foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná por atentado violento ao pudor e homicídio qualificado (causado por asfixia e para assegurar a ocultação de outro crime). À época, o corpo da criança foi encontrado em uma mala, debaixo de uma escada, na rodoferroviária da capital.

    Segundo a denúncia, oferecida pela 1ª Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Curitiba, após a conclusão das investigações pela Polícia Civil, no dia 3 de novembro de 2008, o réu abordou a vítima, então com nove anos de idade, quando ela saía da escola, no centro da capital. Passando-se por produtor de programa infantil de televisão, o investigado convenceu a menina a acompanhá-lo até o endereço em que estava hospedado, praticando no local ato de atentado violento ao pudor e provocando em seguida a morte da criança, por asfixia.

    DNA – A denúncia do MPPR foi recebida pela Justiça no dia 26 de dezembro de 2019, pois a identificação do acusado só foi possível a partir do cruzamento de dados de exames de DNA pela Polícia Civil, 11 anos após o homicídio da menina. O denunciado inclusive já cumpria pena de prisão por outros crimes.

    A sessão de julgamento deverá ocorrer no Plenário do Tribunal do Júri de Curitiba. Por conta da pandemia de coronavírus terá restrições de acesso ao local. O processo tramita sob sigilo.

  • Luis Felipe Manvailer é condenado pela morte de Tatiane Spitzner

    O biólogo Luis Felipe Manvailer, de 34 anos, foi condenado a 31 anos, 9 meses e 18 dias em regime fechado pela morte da advogada Tatiane Spitzner. A decisão foi deferida pelo juiz Adriano Scussiatto Eyng na noite desta segunda (10), no Fórum da Comarca de Guarapuava. O júri popular do réu se estendeu por sete dias.

    Manvailer foi condenado por dois crimes previstos no Código Penal: homicídio e fraude processual. O homicídio foi pela morte de Tatiane, em si, e a fraude processual por ele ter modificado a cena do crime, ou seja, porque removeu o corpo da vítima da calçada e o levou ao apartamento, e porque limpou o sangue do caminho entre a calçada e o apartamento.

    A pena base por homicídio foi definida em 21 anos de prisão. Mas o crime teve três qualificadoras, que foram feminicídio, crime praticado por meio cruel e crime praticado por motivo fútil. Cada uma destas qualificadoras contribuiu para aumentar a pena base de 21 anos. Tudo isto, mais a condenação por fraude processual, somou 31 anos, 9 meses e 18 dias.

    Esta foi a quarta vez que o júri popular de Manvailer foi marcado, nas outras três oportunidades o julgamento havia sido adiado.

    Júri popular Manvailer
    O júri popular de Luis Felipe Manvailer, réu do processo de Tatiane Spitzner por feminicídio e fraude processual, teve início por volta das 9h do dia 4 de maio de 2021. No Fórum da Comarca de Guarapuava, o biólogo sentou no banco dos réus e escutou o depoimento de 13 testemunhas, de dois assistentes técnicos e do seu irmão, André Manvailer, que participou como informante.

    Devido às medidas de segurança por causa da pandemia do coronavírus, o tribunal teve limite no acesso de pessoas. Apenas familiares, profissionais da imprensa, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), equipes dos advogados de acusação e defesa, e os sete jurados puderam acompanhar de dentro do tribunal

  • Após ser socorrido por professora, bebê ferido em Saudades tem alta da UTI

    Quando a professora Aline Biazebetti, 27, ouviu os gritos de socorro vindo da creche Aquarela, em frente à sua casa e onde entraria para dar aula horas depois, pensou que alguma criança havia se machucado, sofrido uma queda ou um choque elétrico. Tudo passou pela cabeça da docente, menos um ataque a faca.

    Ela só entendeu o que estava acontecendo em Saudades (SC) quando puseram em seu colo um bebê. Com o menino ensanguentado, rosto e pescoço cortados, ela pediu carona a quem passava de carro para chegar ao hospital, que fica a 300 metros da escola. Foi ignorada.

    O pai de Aline então tirou o próprio carro da garagem. Do pronto-socorro da cidadezinha, a criança foi levada de helicóptero ao Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, a 70 km dali. Em estado grave, o bebê foi operado nesta terça-feira (4); um dia depois, teve alta da UTI e foi para a enfermaria clínica. Estável, ele foi transferido para o Hospital da Criança, também em Chapecó.

    Foi só então que a professora Aline se deu conta que tinha salvado o menino, de 1 ano e 8 meses.

    “Ele não chorava, não tinha reação nenhuma, estava pálido, assustado. Mas a boca dele borbulhava, só depois fui saber que era porque o pulmão dele tinha sido perfurado”, conta ela. “Se eu não o tivesse levado, ele teria morrido nos meus braços. Ainda bem que deu certo. Me conforta um pouco.”

    Ela ainda não conseguiu falar com os pais da criança.

    Sua casa virou o primeiro posto de acolhimento dos outros guris e profes, como os catarinenses os chamam carinhosamente. A família toda ajuda a acalmá-los.

    Por minutos, conta, o ataque não deixou mais vítimas. Isso porque às 10h é o horário do lanche dos pequenos, que saem da sala e se reúnem num mesmo espaço.

    Agora, Aline diz que sente uma mistura de tristeza e medo. Não quer retornar para a classe.

    “Vai ser bem difícil voltar lá. Eu era amiga da Keli [professora de 30 anos que foi morta]. Se fosse à tarde, eu poderia ter morrido. Ele quebrou o vidro da sala em que dou aula. Eu tentaria salvar os ‘piázinhos’”, diz ela.

    No dia em que foi ao velório e enterro das colegas e crianças, Aline também conseguiu ir à universidade apresentar seu TCC para se formar em pedagogia, inspirada pela irmã, que também trabalha na área. O tema? “Ludicidade na educação infantil”.

    “Como eles são bebês, torço para que não lembrem do que aconteceu”, diz a professora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *